Pequenos Procedimentos

Realizamos alguns procedimentos de baixa complexidade em nossas unidades. Esses serviços podem ser feitos ambulatorialmente, ou seja, fora de um centro cirúrgico, mas em salas apropriadas, também estéreis, com toda a segurança para o paciente.

Atualmente, nossa equipe está capacitada para procedimentos ginecológicos, como inserção de dispositivo intrauterino (DIU), dermatológicos, a exemplo de remoção de pintas e verrugas e cauterização de lesões, e otorrinolaringológicos, como remoção de cerume, além de poder realizar ressecção de pólipos em mucosas.

Agende agora! Entre em contato com a nossa Central de Relacionamento DaVita: 3003-8482.

Inserção de DIU

Método contraceptivo, em forma de T, o DIU impede a gravidez ao ser colocado no interior do útero. Pode ser de cobre, que, devido à grande concentração desse metal, cria um ambiente tóxico para os espermatozoides, e hormonal, que engrossa o muco da região, dificultando a passagem dos espermatozoides. A decisão sobre a melhor opção deve ser discutida entre você e seu ginecologista. A colocação de ambos, no entanto, é feita da mesma forma. No consultório, com o uso de espéculo, o ginecologista insere, no canal vaginal, o aplicador do DIU, posicionando o dispositivo bem no fundo do útero. Para evitar desconforto, é possível receber uma sedação leve ou tomar um analgésico previamente. Agende agora! Entre em contato com a nossa Central de Atendimento DaVita: 3003-8482.

Saiba mais

Cauterização

Serve para fechar ou remover lesões, seja por meio do eletrocautério, aparelho que emite uma corrente elétrica diretamente no alvo terapêutico, seja por meio de substâncias corrosivas, como ácido tricloroacético. Na área ginecológica, a eletrocauterização é utilizada para tratar danos causados pelo papilomavírus humano, o HPV, e combater células anormais. O procedimento dura poucos minutos e exige anestesia local, no próprio colo uterino. Por sua vez, a cauterização química elimina queratoses actínicas, precursoras de câncer de pele, queratoses seborreicas, verrugas virais e áreas sangrantes que aparecem depois de um ferimento ou de um trauma em pele ou mucosa. A aplicação é indolor, só causando um ardor passageiro e a mudança de cor da lesão. Dias depois, a área escurece, por causa da morte das células locais, e a crosta formada posteriormente se desprende – sinal de tratamento bem-sucedido. Agende agora! Entre em contato com a nossa Central de Atendimento DaVita: 3003-8482.

Saiba mais

Remoção de cerume

O cerume tem a função de proteger o ouvido de condições diversas, desde funcionar como uma barreira contra a água até impedir a passagem de corpos estranhos. Quando uma quantidade excessiva concentra-se dentro do ouvido, causa sintomas auditivos e precisa ser removido. Esse procedimento dispensa sedação e é realizado pelo otorrinolaringologista por irrigação do ouvido com soro fisiológico ou por remoção mecânica direta, com o emprego de instrumentos apropriados. Essas técnicas são indicadas caso a caso, conforme as restrições de cada paciente. Agende agora! Entre em contato com a nossa Central de Atendimento DaVita: 3003-8482.

Saiba mais

Remoção de pintas e verrugas

As pintas podem ser removidas quando o paciente deseja, por questões estéticas, ou quando o dermatologista observa algum sinal de alerta, conforme a regra ABCDE - A de assimetria, B de bordas irregulares, C de cores diferentes, D de diâmetro maior que 5 mm e E de evolução, ou seja, rápida mudança em seu aspecto. Por sua vez, as verrugas virais são decorrentes da ação do papilomavírus humano, o HPV, e podem se espalhar pelo corpo por meio do contato com regiões não atingidas, assim como ser transmitidas para outras pessoas sem essas lesões. Nossa equipe de dermatologistas está capacitada para remover pintas e verrugas por meio da excisão cirúrgica tradicional, com anestesia local, ou de outras técnicas, como crioterapia, com substâncias que causam o congelamento da região, laser e raspagem, entre outras. Agende agora! Entre em contato com a nossa Central de Atendimento DaVita: 3003-8482.

Saiba mais